A recompensa é o amor

 

 

 

As vezes me pergunto quando foi que virei mulher?

Busco em minha memória lembranças da minha doce infância  e me encanto com a doçura das travessuras e brincadeiras inocentes, a leveza dos pensamentos e a enorme capacidade de sonhar e acreditar.

A vida adulta me atraia pela liberdade que oferecia. Mas o que eu não sabia, até chegar aqui, é que essa tal liberdade é acompanhada de muita cobrança e responsabilidade. Agora precisaria estudar mais do que já havia feito em toda minha vida, para ter uma profissão. Precisaria trabalhar, amadurecer e de certa forma “provar” que estava dando conta do recado. Foi ai que percebi que finalmente havia alcançado a vida adulta. Percebi que, o que era calmaria, era agora rotina, correria que beirava ao caos. Eis que no auge da busca diária em segurar as rédeas da minha vida, aos 20 anos de idade, surge Manuela. O maior impulso e incentivo que a vida poderia me dá. Manuela chegou e desde o primeiro olhar me encheu de todos sentimentos possíveis:  amor, medo, carinho, esperança  e sobretudo muita coragem. Agora eu precisava mais do que ser adulta, ser mãe. Somente hoje eu compreendo que ambas são tarefas de aprendizagens eternas. A cada dia, a cada experiência , a cada nova chance de amadurecimento. E por experiência adquirida, hoje tenho convicção em dizer, que nossos sonhos podem até ser adiados por algum tempo, mas jamais devemos mata-los. Com a ajuda a de Deus e de todos os anjos que me cercam, ao qual chamo de família, em meio as aventuras diárias de uma jovem mãe, profissional e esposa , conclui minha faculdade de Pedagogia e busco diariamente o meu também crescimento profissional. A cada dia aprendo um pouco mais como ser uma boa mãe, uma boa filha, uma boa profissional, uma boa esposa… Enfim, uma boa pessoa. Jamais pretendi alcançar a perfeição, não acredito que sejamos capazes desta proeza. Sempre busquei fazer e oferecer o melhor de mim . Sei que a estrada ainda é  longa, mas seguirei crescendo, aprendendo, tentando, amando e sobretudo sonhando!

 Thaís Portugal

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *